Brookfield Brasil | Relatório Anual 2016

Relatório Anual
2016

A Brookfield no Brasil

O ano de 2016 foi de intensa atividade para a Brookfield no Brasil. Encerramos o ano com mais de R$43 bilhões em ativos sob gestão, distribuídos nos segmentos de energia renovável, infraestrutura, imobiliário e private equity, o que nos coloca como gestores de uma das maiores plataformas de investimento no País.

Com as aquisições anunciadas em 2016 nosso volume de ativos sob gestão deverá ultrapassar R$60 bilhões.

Realizamos duas das maiores transações no mercado brasileiro de 2016: a aquisição da participação de 90% da Petrobrás no capital da Nova Transportadora do Sudeste (NTS), malha de gasodutos que abastece a região Sudeste, por US$5,2 bilhões; e a aquisição de uma participação de 70% detida pelo Grupo Odebrecht na Odebrecht Ambiental, maior empresa privada em operação no segmento de saneamento no Brasil, por US$908 milhões.

Concluímos a aquisição da NTS no início de abril, enquanto a compra da Odebrecht Ambiental, que com a troca de controle passa a se chamar BRK Ambiental, foi concluída no final do mesmo mês. Com essas duas novas operações, o volume de ativos sob gestão da Brookfield no Brasil ultrapassará R$60 bilhões, aumento de mais de 45% sobre o volume registrado ao final de 2016.

~R$43BEM ATIVOS SOB GESTÃO

16MILFUNCIONÁRIOS EM NOSSAS OPERAÇÕES

115 anosDE PRESENÇA NO BRASIL

Nossa história

A Brookfield começou a operar no Brasil em 1899, quando um grupo de investidores canadenses e brasileiros criou a São Paulo Tramway, Light and Power Company, para desenvolver sistemas de iluminação pública e de transporte coletivo movidos a energia elétrica (bondes elétricos). A partir disso iniciou a construção da Usina Hidrelétrica de Parnaíba. Inaugurada em 1901, ela foi a primeira hidrelétrica a abastecer a cidade de São Paulo. Em 1905, o grupo expandiu suas atividades para a segunda maior cidade brasileira, com a criação da Rio de Janeiro Tramway, Light and Power Company. Nos anos seguintes, investiu também em sistemas de distribuição de gás e de telefonia, o que a colocava, em 1925, como a maior empresa de serviços públicos da América Latina.

O grupo passou por diversos momentos no Brasil. Nas décadas seguintes, muitas dessas operações e concessões que deram origem aos negócios da Brookfield expiraram, outras foram vendidas. Nunca, porém, deixamos de investir no Brasil, migrando do setor de serviços públicos para investimentos em diversos segmentos econômicos. Mais de 115 anos depois de sua fundação, a Brookfield hoje é uma gestora de investimentos que atua em setores convergentes com a agenda de desenvolvimento do País e que se diferencia por sua experiência operacional e pelo profundo conhecimento dos mercados onde atua.

Foto esquerda: Autopista Litoral Sul (Arteris); Foto Direita: TIPLAN, em Santos (VLI); Foto abaixo: vista do Shopping Rio Sul, Rio de Janeiro.

Foto esquerda: Autopista Litoral Sul (Arteris); Foto Direita: TIPLAN, em Santos (VLI); Foto abaixo: vista do Shopping Rio Sul, Rio de Janeiro | Brookfield Brasil | Relatório Anual 2016 Foto esquerda: Autopista Litoral Sul (Arteris); Foto Direita: TIPLAN, em Santos (VLI); Foto abaixo: vista do Shopping Rio Sul, Rio de Janeiro | Brookfield Brasil | Relatório Anual 2016
Ativos sob gestão no Brasil*
Ativos sob gestão no Brasil | Brookfield Brasil | Relatório Anual 2016 Ativos sob gestão no Brasil | Brookfield Brasil | Relatório Anual 2016

R$10,5BEnergia Renovável

R$10,0BInvestimentos Imobiliários

R$9,0BInfraestrutura

R$7,4BPrivate Equity

R$5,8BRecursos Sustentáveis

clique para ampliar
Ativos sob gestão no Brasil | Brookfield Brasil | Relatório Anual 2016
* Não inclui NTS (Infraestrutura) e Odebrecht Ambiental (Private Equity), aquisição que não estavam ainda concluídas até o final de 2016.