Brookfield Brasil | Relatório Anual 2016

Relatório Anual
2016

Carta do CEO

A maior parte do ano de 2016 transcorreu em meio a grande instabilidade política e situação econômica desafiadora, que ocasionou pequena redução de nosso EBITDA Combinado (~2,5%) em comparação com o ano anterior. Esse cenário, entretanto, não foi suficiente para alterarmos nossa visão de longo prazo sobre o Brasil, levando-nos a mais um ano de intensa atividade e compromisso de investimento recorde em nossa história no País.

Nossa unidade de incorporações imobiliárias, a despeito do difícil momento que esse mercado atravessa, finalizou e entregou 12.000 unidades totalizando pouco mais de 1,4 milhão de m2 e lançou 12 novos projetos.

Nossa área de Propriedades avançou na construção, sob o regime de build-to-suit na região portuária do Rio de Janeiro, da nova sede da L´Oreal no país e do Projeto 17007 Nações, na cidade de São Paulo. Os dois projetos adicionarão mais de 82.000 m2 de Área Bruta Locável (ABL) ao nosso portfólio. Em nossos shoppings, inauguramos a expansão do Shopping Paulista adicionando 14.000 m2 de ABL, a nova área de cinemas no Shopping Rio Sul, no Rio de Janeiro, e um novo teatro no Shopping Raposo, em São Paulo.

Nossa unidade de geração de energia renovável expandiu suas atividades por meio da aquisição de duas novas unidades no estado de Mato Grosso, do término da montagem de mais uma unidade de termo geração à base de bagaço de cana em São Paulo e de uma unidade de hidro geração no estado do Rio Grande do Sul, enquanto manteve em ritmo acelerado as obras de duas outras pequenas hidroelétricas no Mato Grosso do Sul.

Nossa unidade de Agropecuária adicionou mais 20.000 hectares à sua atividade de produção de grãos enquanto a unidade florestal plantou mais 25.000 hectares de eucaliptos.

Nossa investida no setor ferroviário e portuário, VLI, manteve o ritmo de investimentos em seu terminal em Santos (Tiplam), adquiriu 23 locomotivas, mais de 1.200 novos vagões e inaugurou mais três terminais integradores de carga.

A investida no setor de rodovias, Arteris, manteve seu programa de investimentos, com R$1,8 bilhão aplicados em melhorias ao longo de seus 3.250 km de estradas em 5 estados.

Nossa unidade de transmissão de energia elétrica incorporou mais 3 novas concessões ampliando nossa futura rede em cerca de 50%

Adicionalmente à atividade dessas unidades, firmamos dentro do ano compromisso de aquisição de dois novos e extremamente significativos negócios:

• 90% da Nova Transportadora do Sudeste, malha de cerca 2.000 km de gasodutos que abastece a região Sudeste, por cerca de US$5,2 bilhões;

• 70% da Odebrecht Ambiental, uma das maiores empresas de saneamento em operação no Brasil, por cerca de US$908 milhões.

Acreditamos que essas duas novas atividades, além de seus próprios méritos, têm grandes oportunidades de crescimento nos próximos anos. O setor de gás natural, que sempre apresentou crescimento tímido por força da baixa oferta do produto nas regiões de consumo, pelo elevado volume de gás associado a petróleo em alguns campos ultra profundos do pré- sal, combinado com a elevada pressão encontrada nesses poços que elimina a possibilidade de re-injeção, vivenciará oferta significativa na região Sudeste e, por conseguinte, grande demanda de transporte. Da mesma forma acreditamos que o setor de saneamento oferece grandes oportunidades de crescimento e características que se ajustam perfeitamente à nossa estratégia. De um lado, apenas cerca de 40% da população urbana brasileira conta com serviço de tratamento de esgoto. De outro, o crescimento da população e da demanda de água exigem soluções dependentes de altos investimentos com retornos a longo prazo e elevados níveis de tecnologia.

Nos dois casos mencionados, tivemos a oportunidade de exercer nossas vantagens competitivas: nosso conhecimento do País e reputação que permitiu exercermos nossa característica de “contrarian investors” sendo acompanhados por grandes investidores globais que juntaram-se a nós nessas operações; nossa escala que permite concretizar transações de alto valor e a capacidade de análise e estruturação desses investimentos, através do apoio de nossas operações globais.

Iniciamos o ano de 2017 com esperança renovada de sensível melhora nas situações econômica e política do País e comprometidos com os grandes investimentos que estamos realizando.

A todos àqueles que têm permitido o alcance dos nossos objetivos, acionistas, investidores, financiadores e colaboradores, nossos mais sinceros agradecimentos.

Atenciosamente,

Luiz I. Simões Lopes
Senior Managing Partner,
Brookfield Asset Management; CEO, Brookfield Brasil