relatório anual 2017

VISÃO GERAL

Investimos em infraestrutura no Brasil desde 1899, quando demos início à construção da usina hidrelétrica de Parnaíba, criada para suprir os primeiros sistemas de iluminação pública e de transporte coletivo (bondes) à base de energia elétrica em São Paulo. Atualmente, nosso portfólio em infraestrutura responde por mais de 40% do total de ativos sob gestão no Brasil e engloba operações estratégicas para o desenvolvimento do País.

Desde 2012, por meio de uma joint venture com o grupo espanhol Abertis, somos co-controladores da Arteris, maior empresa de concessões de rodovias do Brasil em quilômetros administrados. Detemos também, desde 2014, uma participação acionária de 26,5% na VLI, empresa de logística integrada que opera ferrovias, portos e terminais intermodais e na qual temos como sócios a Vale, a Mitsui e o Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FI-FGTS). Em 2015, firmamos parceria com o grupo espanhol ACS, a partir da qual detemos hoje concessões para a construção e operação de 4.310 km de linhas de transmissão de energia. Para gerir esses projetos de transmissão criamos em 2017 uma nova empresa, a Quantum.

Somente entre 2016 e 2017, nossos ativos nesse segmento tiveram um crescimento expressivo, passando de R$ 9 bilhões para R$ 32 bilhões. Esse aumento se deve, principalmente, à aquisição de uma participação de 90% da NTS por meio de um consórcio liderado pela Brookfield, por US$ 5,1 bilhões, uma das maiores transações realizadas no mercado brasileiro em 2017.