Brookfield Brasil | Relatório Anual 2016

Relatório Anual
2016

Investimentos Imobiliários | Brookfield Brasil | Relatório Anual 2016

Investimentos Imobiliários

Nossa divisão de investimentos imobiliários comerciais, a Brookfield Property Group, é responsável pela gestão de US$148 bilhões em ativos globalmente. No Brasil, detemos um portfólio composto por 315 mil metros quadrados de área locável em edifícios de alto padrão e outros 227 mil metros quadrados de área bruta locável em shopping centers, totalizando ativos sob gestão de cerca de R$10 bilhões, o que nos posiciona como um dos maiores investidores em imóveis comerciais no Brasil.

US$148Bem ativos sob gestão globalmente

~R$10Bem ativos no Brasil

FOTOS DA ESQUERDA PARA DIREITA: EDIFÍCIO CIDADE JARDIM E COMPLEXO 17007 NAÇÕES UNIDAS, AMBOS EM SÃO PAULO | Brookfield Brasil | Relatório Anual 2016 FOTOS DA ESQUERDA PARA DIREITA: EDIFÍCIO CIDADE JARDIM E COMPLEXO 17007 NAÇÕES UNIDAS, AMBOS EM SÃO PAULO

Edifícios Comerciais

Nosso portfólio no Brasil soma R$5,1 bilhões em ativos sob gestão e compreende os seguintes empreendimentos:

• Em São Paulo, as Torres D e E do complexo JK Iguatemi, o Edifício Cidade Jardim, o WT Morumbi e o Faria Lima 3.500, além de uma torre em desenvolvimento no complexo 17007 Nações;

• No Rio de Janeiro, os edifícios Centro Empresarial Senado, MV9 e Sylvio Fraga, além de um projeto build-to-suit em desenvolvimento na região do Porto Maravilha e que abrigará a nova sede da L’Oréal no Brasil.

Operação

Em função do rápido crescimento de nosso portfólio no País, reforçamos nossa estrutura e equipe ao longo do ano organizando nossas operações em três grandes áreas:

1.Investimentos, dedicada à prospecção e execução de novos negócios;

2.Administração de portfólio, que engloba as áreas de administração predial, comercialização e engenharia, é responsável pela gestão dos edifícios, comercialização, gestão de contratos, relacionamento com clientes e, também, pelo acompanhamento de projetos em desenvolvimento;

3.Financeira, responsável por sistemas de gestão e controladoria financeira, financiamentos e operações estruturadas.

O mercado de locação de imóveis comerciais enfrentou cenário bastante atípico, com índice de vacância chegando a 26% nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro e retração significativa nos preços praticados. Nesse contexto, confirma-se a validade de nossa estratégia de deter alguns projetos build-to-suit (BTS) que garantem os níveis de ocupação e preços de locação independentemente das condições de mercado. Além do Faria Lima 3.500, na cidade de São Paulo, 100% locado ao Banco Itaú BBA num contrato de 10 anos, renovável por mais 10, detemos o Centro Empresarial Senado, no Rio de Janeiro, integralmente locado à Petrobras por longo prazo. Ainda no segmento (BTS) avançamos nas obras da nova sede da L’Oréal, localizada na área portuária do Rio de Janeiro, inteiramente reurbanizada. Esse empreendimento terá suas obras concluídas no primeiro semestre de 2017.

Encerramos 2016 com uma taxa de ocupação média do portfólio de 76%, resultado dentro do previsto e significativo dado o cenário econômico e do mercado de imóveis comerciais, com destaque para o índice de 100% de ocupação no Rio de Janeiro.

R$5,1BEM ATIVOS SOB GESTÃO

315MILM2 DE ÁREA BRUTA LOCÁVEL

PERSPECTIVAS

As perspectivas para 2017 são de um cenário ainda difícil, com alguns sinais de recuperação. Acreditamos que poderá haver oportunidades interessantes para ampliarmos nosso portfólio, agregando ainda mais competitividade às nossas operações por meio de oferta de uma gama de imóveis diversificada para locação.

Além do projeto L’Oréal no Rio de Janeiro, concluiremos em 2017 uma torre comercial no complexo 17007 Nações. Localizado às margens da Marginal Pinheiros, em São Paulo, o empreendimento será um marco em uma região com grande potencial de desenvolvimento. Com entrega prevista para o segundo semestre de 2017, o projeto deverá contar com a integração de uma estação de trem e um centro comercial, visando oferecer comodidade e conveniência aos condôminos e seus funcionários.

Shopping Centers

Nossos investimentos no Brasil incluem participações acionárias em seis empreendimentos, que somam mais de 227.000 metros quadrados de área bruta locável (ABL). São eles os shoppings Pátio Paulista, Pátio Higienópolis, West Plaza e Raposo, em São Paulo, e Rio Sul e Madureira, no Rio de Janeiro. Esse portfólio corresponde a um valor de aproximadamente R$4,9 bilhões em ativos sob gestão.

Operações

Em 2016 continuamos investindo em ampliações e na melhoria do mix e da oferta de novos espaços para os clientes de nossos empreendimentos, ao mesmo tempo que, na contramão do mercado, conseguimos manter uma taxa elevada de ocupação em nossos shoppings, de 95,2%, praticamente em linha com o percentual do ano anterior. Segundo dados da Associação de Lojistas de Shoppings, o setor como um todo fechou 2016 com 18 mil lojas a menos que 2015, apesar de 19 novos estabelecimentos terem sido inaugurados ao longo do ano.

A maior conquista de 2016 foi a inauguração da ampliação do shopping Pátio Paulista, agregando 14.000 metros quadrados de área locável aos 28.000 m2 antes existentes, além de 418 novas vagas de estacionamento. Até o final de 2016, 33 novas lojas já estavam em funcionamento, dentre os quais âncoras importantes, como uma nova Renner de 2.000 m2, uma Zara de 1.600 m2, além de um restaurante da bandeira Outback.

Nos demais estabelecimentos, também agregamos novas bandeiras e novos espaços. No Raposo Shopping, foi aberto ao público o Teatro Irene Ravache, em uma inauguração bastante concorrida que contou com a presença da atriz homenageada. Além disso, o Raposo conquistou a primeira loja da rede de supermercados Dia dentro de um shopping. No Rio Sul inauguramos novas salas de cinema, que estão entre as mais modernas do Brasil, além de termos conquistado lojas das marcas Forever 21 e Under Armour. Já o Shopping West Plaza, entre outras lojas, ganhou um novo Outback e um restaurante da bandeira Pecorino.

Nossas receitas alcançaram R$374,2 milhões, praticamente estáveis em relação a 2015, ante pequena redução de 2% no volume de vendas no conceito “mesmas lojas”. Demonstrando a resiliência de nossos ativos, tivemos um incremento de 6,9% na receita de aluguéis dentro do conceito “mesmas lojas”, ante percentual de 5,9% de aumento registrado em 2015.

R$4,9BEM ATIVOS SOB GESTÃO

227MILM² DE ÁREA BRUTA LOCÁVEL

PERSPECTIVA

Para 2017, nosso principal foco será a consolidação da ampliação do shopping Pátio Paulista, com a abertura de 14 novas lojas ainda no primeiro semestre do ano, dentre as quais estão o restaurante Andiamo, a rede de sorveterias Bacio de Latte, uma nova loja da Le Lis Blanc, uma da Samsung e uma padaria da rede Le Pain Quotidien. No segundo semestre de 2017 estão previstas a abertura de uma academia da rede Bodytech e um teatro.

Em um cenário ainda desafiador, estamos confiantes na resiliência de nossos ativos, que ao longo dos anos têm demonstrado uma grande fidelidade de lojistas e consumidores.

Principais Indicadores*
2014 2015 2016
Área Bruta Locável própria (m2) 122.341 122.240 129.802
Área Bruta Locável 100% (m2) 211.877 211.742 227.249
Total Vendas 100% (R$ bilhões) 4,0 4,0 4,0
Total Receitas (R$ milhões) 364,3 373,7 374,2
Vendas mesmas lojas - variação anual 3,5% -1,3% -2,0%
Aluguel mesmas lojas - variação anual 7,3% 5,9% 6,9%
Taxa de ocupação 96,5% 95,6% 95,2%
* Base comparável, exclui ativos vendidos

NO ALTO à ESQUERDA: NOVAS SALAS DE CINEMA DO SHOPPING RIO SUL; ABAIXO E NO DESTAQUE: VISTA INTERNA DA PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO E FACHADA DO PÁTIO PAULISTA, SÃO PAULO | Brookfield Brasil | Relatório Anual 2016 NO ALTO à ESQUERDA: NOVAS SALAS DE CINEMA DO SHOPPING RIO SUL; ABAIXO E NO DESTAQUE: VISTA INTERNA DA PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO E FACHADA DO PÁTIO PAULISTA, SÃO PAULO.