Arteris

brookfield_2018_04-03_infraestrutura-arteris_01_autopista-litoral-sul-parana-santa-catarina-min.png
brookfield_2018_04-03_infraestrutura-arteris_01_logo-arteris-min.png
 

Uma das mais importantes companhias do setor rodoviário do Brasil, a Arteris opera nove concessões que conectam as regiões Sul e Sudeste. São 3.400 km de pistas administradas, que representam 17% do total das rodovias brasileiras sob concessão.

A Arteris é integrada pelas concessionárias:
• Autovias, Centrovias, Intervias e ViaPaulista (concessionárias estaduais paulistas);
• Fluminense, Litoral Sul, Planalto Sul, Fernão Dias e Régis Bittencourt (concessionárias federais).

quadrados-brookfield-04_02.png
 

Principais indicadores financeiros 

As receitas com pedágios da Arteris somaram R$ 2,8 bilhões em 2018, ante R$ 2,9 bilhões em 2017. A redução foi devida, principalmente, à greve dos caminhoneiros, ocorrida em maio de 2018, à suspensão da cobrança dos eixos suspensos de veículos pesados sem carga nas concessionárias estaduais e ao encerramento da concessão da Vianorte, não compensada totalmente pela entrada da ViaPaulista no portfólio da empresa.

O EBITDA ajustado, que não considera o efeito da provisão de manutenção de rodovias, uma vez que esta não tem efeito caixa, atingiu R$ 1,7 bilhão, redução de 5% em comparação a 2017.

Destaques operacionais

Em 2018, a Arteris conquistou um novo trecho de concessão de 720 km, que inclui 317 km já administrados pela companhia e outros 403 km que eram administrados pelo Governo do Estado de São Paulo, conhecido como  Rodovia dos Calçados.

Em razão do fim da concessão da Vianorte e da greve dos caminhoneiros, o tráfego nas rodovias administradas pela Arteris caiu 2,9% em relação a 2017, tendo alcançado 651,5 milhões de veículos equivalentes.

Já na Serra do Cafezal, em São Paulo, houve aumento de tráfego após a conclusão das obras de duplicação de pistas na região, com 21,5 milhões de veículos equivalentes (aumento de 4,6% em comparação com 2017).  Vale destacar o crescimento de 9,3% na movimentação de veículos leves, reflexo do fluxo maior de motoristas com destino ao litoral paulista, que antes preferiam utilizar outras rotas.

 
Trecho da Via Anhanguera (Autovias) em Cravinhos, São Paulo

Trecho da Via Anhanguera (Autovias) em Cravinhos, São Paulo

 

Em 2018, a Arteris investiu R$ 1,2 bilhão em projetos de conservação, operação, modernização e ampliação de sua malha rodoviária. As principais frentes de atuação foram:

Contorno Viário de Florianópolis

A maior obra de infraestrutura em execução em Santa Catarina, a rodovia está sendo implantada para desviar o tráfego de longa distância da região metropolitana da Grande Florianópolis (SC). O traçado passa pelos municípios de Governador Celso Ramos, Biguaçu, São José e Palhoça. Com 50,8 km de extensão, é a principal obra da concessionária Arteris Litoral Sul.

Duplicação da BR-101/RJ

Relevante trecho econômico, atende a região norte do estado do Rio de Janeiro e suas bacias petrolíferas, além de permitir o acesso à Região dos Lagos, à Região Serrana e ao litoral sul capixaba.

Plano de investimento inicial (PII) da ViaPaulista

Inclui recuperação de pavimento, implantação de praças de pedágio, de sistemas de telecomunicação e de Postos de Serviço de Atendimento.

 
 

Números / Destaques

 

3.400km

de rodovias



651,5M

de veículos equivalentes em 2018



R$1,2B

investido em 2018



quadrados-brookfield-07.png
 

 Mapa de ativos

quadrados-brookfield-04.png
 

Mais sobre infraestrutura